Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nenúfar

"Todos elogiam o sonho, que é o descansar da vida. Mas é o contrário, Doutor. A gente precisa do viver para descansar dos sonhos"

Nenúfar

"Todos elogiam o sonho, que é o descansar da vida. Mas é o contrário, Doutor. A gente precisa do viver para descansar dos sonhos"

Chuva

04.04.13, Nenúfar

Retorno a mim
E, assim,
Recomponho meu deserto.

Chove.
A nuvem lívida que escorre
Do céu
Diz de um interior que é meu.

Meu universo:
Uma casa de velhas paredes
De velhas palavras
Sobrepostas 
Nos cantos,
Atrás das portas...

Meus versos:
Frágeis linhas sem respostas
Agrupadas de forma
A somarem léxicos,
Limbo,
Sobreposições 
Indeléveis e imutáveis.

O que havia de simples
O vento – aragem da vida-
Levou aos olhos do mundo.

Mas estas inertes arquiteturas 
Verbais
Não me devolvem a paz.
Sinto histórias latentes
Em cada sulco , 
Em cada vertente
Deste intrínseco 
Tumulto.


Sinto que o vento,
Pela teimosia do tempo,
Não conseguirá derramar
Meus verbos obtusos
Em sons,
Nem declamar 
Meus versos 
Em transitórios tons.

Neste quarto escuro,
Neste escuso 
Canto de minha guarida
Sinto que a vida 
–Fera adormecida-
Despertará em lâmina
E fenderá meu silêncio, minha alma
Num instante de luz, 
Num ardente magma.


©Anderson Christofoletti

1 comentário

Comentar post