Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nenúfar

"Todos elogiam o sonho, que é o descansar da vida. Mas é o contrário, Doutor. A gente precisa do viver para descansar dos sonhos"

Nenúfar

"Todos elogiam o sonho, que é o descansar da vida. Mas é o contrário, Doutor. A gente precisa do viver para descansar dos sonhos"

...

03.06.20, Nenúfar

 

Às vezes, penso que é assim. Vamos sentados na nossa zona de conforto a apreciar a paisagem, sem pensar que a vida nos manda sair um pouco mais à frente e nos deixa sozinhos num lugar que não conhecemos. Assim, de repente, abre a porta e ficamos a pé, sem conhecermos o caminho de regresso. Ficamos com o coração nas mãos e as pernas fraquejam e temos de nos sentar à beira da estrada vendo a vida cada vez mais longe até desaparecer do nosso olhar. Voltamos a pôr o coração no sítio porque precisamos das mãos livres para nos levantarmos. Precisamos das mãos livres para nos agarrarmos à esperança. Então, sacudimos a mágoa, aquela que for possível, e fazemo-nos à estrada. Tantas vezes sem saber se é por aí, tantas vezes às escuras mesmo quando faz sol, porque a vida não tem mapa nem nos diz onde estão os becos sem saída. Às vezes, ainda olhamos para trás, a ver se a vida voltou arrependida para nos conduzir até à pessoa que éramos, mas isso nunca seria possível porque a pessoa que se deixa nunca é a pessoa que se encontra. Às vezes, ainda olhamos para trás, a ver se vislumbramos na linha do horizonte a nossa paz de antes, mas quando a vida nos deixa apeados passamos a ser o que vem depois. Depois, deixamos de olhar para trás, e chega uma altura em que o coração está feito à estrada e só sangram os pés e limpamos o desespero com a alegria velha que trazíamos no bolso. Deixamos para trás quem nos deixou a pé e chegamos a casa, pelo nosso pé.

lado.a.lado

1 comentário

Comentar post