Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nenúfar

"Todos elogiam o sonho, que é o descansar da vida. Mas é o contrário, Doutor. A gente precisa do viver para descansar dos sonhos"

Nenúfar

"Todos elogiam o sonho, que é o descansar da vida. Mas é o contrário, Doutor. A gente precisa do viver para descansar dos sonhos"

...

08.02.20, Nenúfar

 

Adoro conversar. Ou melhor, adoro uma boa conversa. Tenho para mim que uma boa conversa é capaz de tudo. Até de curar as feridas da alma.
Apesar de adorar conversar, há uma coisa que não suporto. Conversa fiada. Não tenho mesmo feitio para a vulgarmente chamada conversa da treta. Ou para a maledicência. Ou o diz que disse.
Acho que as pessoas perdem demasiado tempo a reclamar, a falar do que não interessa. Do que não acrescenta. Da vida dos outros, do que os outros têm e/ou do que os outros fazem. Isso, não. Para isso não me chamem para a fogueira das vaidades.
Àparte feito, gosto mesmo de conversar. Sobre o tudo e o nada. Sobre as coisas simples da vida, que são tão mas tão importantes. Sobre os segredos do universo.
Sou a filósofa cá de casa. A idealista. Não tenho muito com quem conversar, é um facto.
As pessoas são mais práticas e pragmáticas e julgam que falar sobre temas como o poder da palavra, os elefantes cor de rosa na lua, é uma perda de tempo. Fala-se de assuntos sérios, num tom grave. E basta.
A filosofia, a poesia, o mar e as estrelas não são assuntos na ordem do dia.
Oh, mas quando encontro alguém que perca o fio à conversa e se deixe levar para os mundos inalcansáveis da imaginação e do real, encontro as minhas pessoas.
As que sabem que arte abstrata também é arte. E que as almas se tocam, quando as palavras quebram o muro do convencional e do tradicional.

Miss Paty

2 comentários

Comentar post